A carf quer posicionar-se com força neste mercado

A CARF cresceu mais de 10% em 2020 e em janeiro deste ano continuou a sua expansão, inaugurando um novo armazém no Fundão. Fazendo a previsão de que a cobertura do território nacional pode car completa ainda no primeiro trimestre, o Diretor-Geral da CARF, Paulo Carvalho, revela os segredos para o sucesso e os planos para o futuro…

São 13h quando chegamos aos armazéns da CARF, numa rápida visita para fazer as fotos desta reportagem, já avisados na entrevista por teleconferência que este é o momento mais intenso do dia. Pau-lo Carvalho, fundador e Diretor-Geral da CARF, afirma que “ao fim de 17 anos o mercado já nos reconhece como a transportadora do sector” e explica que todos os passos dos funcionários, muito bem coordenados, são um dos segredos para o sucesso da operação.

Um dos principais objetivos é garantir estabilidade no tempo de entrega. Para uma empresa que faz 10 milhões de quilómetros por ano, em 112 rotas diárias e bi-diárias efetuadas por 137 viaturas, as-segurar que todos os clientes sabem a que horas a mercadoria chega é um esforço tremendo. “Não podemos chegar às 16h, amanhã às 17h, depois às 14.30h. Tem de haver alguma regularidade, e as pessoas têm de perceber que àquela hora, mais ou menos dez minutos, a viatura chega com a car-ga. Isso permite, e é essa a intenção, que se or-ganizem em consonância com aquilo que sabem que vai acontecer com a distribuição”.

Paulo Carvalho tem a certeza de que a regularida-de das entregas é uma grande mais-valia para as oficinas e um motivo para trabalhar com a CARF. “Não quer dizer que esteja na primeira hora em todo o lado. Mas, seja qual for o horário que a CARF chegue, que seja aceitável para que alguém pe-gue na mercadoria e faça a entrega dessa viatu-ra. Faz todo o sentido que as pessoas vejam isto como uma mais-valia na gestão, em vez de estar de hora a hora a receber uma peça ou um pneu de um distribuidor diferente. Pode dar vazão ao tra-balho mais rápido e, depois, sabe que àquela hora chega toda a mercadoria com a CARF”.

BAIXAR NOTICIA COMPLETA – PDF
Os comentários para esta postagem estão desativados.